27/02/2019

Compartilhe:

Viva Sobral Pinto

Esta semana vou utilizar este espaço para homenagear um advogado que me serviu de inspira: Heráclito Sobral Pinto. Uma de passagens mais famosas de sua carreira se deu durante o Estado Novo. Católico e anticomunista fervoroso, Sobral foi designado para defender justamente os líderes comunistas Luís Carlos Prestes e Harry Berger, que vinham sendo barbaramente torturados na cadeia. Inicialmente, até Prestes se recusou a ter Sobral como advogado, o que só foi possível graças à intervenção de sua mãe, D. Leocádia.
 
A família de Sobral também o questionou quando ele decidiu defender os comunistas, mas ele respondeu dizendo que não concordava com nada do que Prestes e Berger pregavam, mas, como advogado, não poderia jamais se calar ante a injustiça que sofriam, e as ilegalidades cometidas pelo Estado.
Sobral era tão genial que conseguiu uma histórica vitória. Como estávamos em plena ditadura e o habeas corpus valia quase tanto quanto agora, ele não conseguiu a liberdade dos clientes, mas numa petição ao juiz, solicitou que fosse aplicada a Prestes e Berger a Lei de Proteção aos Animais, pois se fossem tratados como tais, ficariam em condições melhores do que nos porões da ditadura.
 
A frase de Sobral causou tamanha comoção na sociedade que, pelo menos a tortura aos seus clientes cessou, e eles passaram a ter um tratamento mais próximo do que se pode chamar de razoável, dentro da lei. Isto é ser advogado. Este deve ser o nosso papel diante das injustiças do mundo, sejam elas quais forem.

Facebook

Instagram @lucianobandeiraoab

Newsletter