06/02/2019

Compartilhe:

Basta de feminicídio

O brutal e covarde espancamento da paisagista Elaine Perez Caparroz, de 55 anos, que tomou as manchetes de toda a imprensa no início desta semana, indignou a todos, e como não poderia deixar de ser, a Ordem dos Advogados do Brasil, sobretudo ao tomarmos conhecimento de que o agressor é estagiário de Direito e estaria inscrito nos quadros da OAB.
 
Em primeiro lugar, gostaria de dizer que pouco depois lamentável episódio, emitimos uma nota oficial manifestando nosso profundo repúdio a esta tentativa de feminicídio. Apesar dos esforços empreendidos pela sociedade civil e pelo Judiciário, infelizmente, a escalada da violência contra a mulher parece aumentar a cada dia.
 
Somente nos primeiros 11 dias deste ano, 33 mulheres foram vítimas de feminicídio no Brasil e os dados do Instituto de Segurança Pública revelam que companheiros, ex-companheiros, familiares, amigos, conhecidos ou vizinhos são os responsáveis por 68% dos casos de violência física, 65% dos casos de violência psicológica e 38% dos de violência sexual sofrida por mulheres, no Estado do Rio de Janeiro.
 
Estes números demonstram que o lar, ao contrário do que muitos pensam, não é um lugar seguro, pois é justamente dentro de casa que a violência costuma ser praticada. A OAB está fazendo o acompanhamento junto à Diretoria de Mulheres da instituição e, podem ter certeza, responsabilizaremos o agressor, conforme o Código de Ética e Disciplina, caso seja confirmada a condição de estagiário inscrito na Casa.

Facebook

Instagram @lucianobandeiraoab

Newsletter